terça-feira, 24 de novembro de 2015

ESTREMOZ: Caça e Pesca




Integrada na Cozinha dos Ganhões, irá decorrer de 27 a 29 de novembro, no Pavilhão C do Parque de Feiras e Exposições de Estremoz, a feira “Estremoz Caça e Pesca” que contará com o seguinte programa:
- 27 de novembro
12h00 – Abertura/Inauguração da feira;
14h00 – “Caça aos Gambuzinos”, atividade dedicada às crianças;
- 17h30 – Exposição de Pombos da Vara;
18h15 – Workshop “Dificuldades para obtenção da Carta de Caçador”;
23h30 – Desfile de Moda “Estremoz Caça e Pesca”, no Pavilhão B.
- 28 de novembro
8h00 – Montaria e Gancho aos Javalis;
12h00 – Workshop de culinária “Estremoz Caça e Pesca”;
14h15 – Convívio “Rota dos Podengos”;
15h00 – Desfile Canino;
-  16h30 – Desfile de treino de cachorros;
17h30 – Exposição de Pombos de Vara.
- 29 de novembro
5h00 – Caçada aos Pombos;
8h30 – II Prova Sto. Huberto Estremoz Caça;
10h00 – Corrida de Galgos;
14h30 – “Criações de Arte e Flecha”;
16h00 – Workshop de Pesca “Preparação de Amostras”;
16h30 – Demonstração de treino de cachorros.
Tal como a Cozinha dos Ganhões o evento tem entrada gratuita e funcionará das 12h00 às 23h00 no sábado e das 11h00 às 23h00 no domingo.
Esta iniciativa é uma organização da Confraria dos Amigos do Campo, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Bruxelas corta pesca do robalo

 Noticia retirada do correio da manhã  11.11.2015





A Comissão Europeia (CE) quer aumentar a quota de pesca nacional de carapau mas quer reduzir as capturas de robalo, bacalhau e tamboril, entre outros peixes. No caso do robalo, a pesca estará mesmo interdita nos seis primeiros meses do ano. Uma proposta que penaliza a pesca nacional, segundo armadores e pescadores de Quarteira. A proposta de Bruxelas, divulgada esta terça-feira e que vai ser discutida pelos 28 ministros das pescas a 14 dezembro, visa "trazer as unidades populacionais para níveis de rendimento máximo sustentável". As quotas agora propostas têm em conta os pareceres científicos sobre as populações, sublinhando a CE os "níveis críticos" do bacalhau nos mares da Irlanda e a escassez de peixe que também atinge a zona oeste da Escócia. Quanto ao robalo, Bruxelas decidiu mesmo permitir a captura apenas na segunda metade do ano, e ainda assim limitada a uma tonelada por mês para a pesca comercial e apenas um saco para a pesca recreativa





Para Hugo Martins, da Quarpesca – Associação de Armadores e Pescadores de Quarteira, a proposta "é muito penalizadora para quem pratica pesca artesanal e usa arte do tresmalho, que serve para apanhar robalo, o que acontece principalmente nos meses de dezembro e janeiro". Por outro lado, a subida de quota (no caso concreto do carapau) não é representativa, nem é desejável. "Os pescadores só se voltam mais para o carapau devido à redução da quota de sardinha e uma subida da quota de carapau pode servir para desvalorizar ainda mais o preço de venda", sublinha ao CM Hugo Martins. 






Segundo a notícia a pesca ao robalo para fins comerciais ou seja para pescadores Lúdicos só é possível a partir do segundo semestre de 2016 e apenas um SACO !!!!!
Será que alguém sabe o que  isto de um  saco quer dizer !
Aguardemos por novas decisões ......................