quarta-feira, 6 de maio de 2015

Nova Temporada de Pesca -1º Parte

Manutenção de canas e carretos 

Com o bom tempo aproximar-se há que preparar o material para as boas jornadas de pesca que aí vêm, o material tem que estar á altura.

Antes de iniciar a nova temporada há que rever a caixa de acessório para repor as faltas e reparar o material que esteve parado o Inverno rigoroso que manteve afastado peixes e pescadores da costa. Cuidar dos nossos equipamentos não é uma perda de tempo, mas sim um investimento, limpar as canas, manutenção de carretos e outros faz parte de um conjunto de regras para o sucesso de boas pescarias com bons resultados.


AS CANAS

È um dos componentes mais importantes da pesca a par do carreto com que faz conjunto. Uma cana tem de ter capacidade de arremessar a montagem ou o artificial á distancia que pretendemos e também permitir o deslizar das linhas nos dois sentidos, sem lhes causar danos. Tem de servir de amortecedor ás investidas dos peixes, não permitindo que a linha ceda, deve também oferecer uma boa fixação do carreto para que não desloque quando está em esforço. Para cumprir esta missão temos de verificar vários componentes: A primeira é a lavagem da cana, com água morna e um detergente não abrasivo, remover toda a sujidade. Os passadores com ajuda de uma escova de dentes velha, permite remover os restos de salitre, areias e outros lixos. Depois de seca deve ser inspeccionada para detectar qualquer fissura, os passadores também devem ser inspeccionados para verificar se não apresentem fissuras que poderão danificar a linha e se estão alinhados e direitos.


Por vezes deslocam-se então com um pouco de super cola 3 resolve-se, se tiverem o interior ou o corpo partido deve proceder-se á sua substituição. Há quem limpe os passadores com WD40 e outros do género, não o devem fazer, estes produtos são utilizado para remover sujidades tipo ferrugem, ou seja ao utiliza-lo com o tempo o interior dos passadores vão ser descolados e inutilizando-os e até a própria pintura da cana. Um bom truque é limpar os passadores com cera de abelha esta gordura não deixa que a água salgada adira ao metal, protegendo-os durante 2 ou 3 jornadas de pesca.


O porta carretos também é um ponto importante quer seja de plástico e roscado ou metálico, deve ser bem limpo com ajuda da escova de dentes, remove-se as areias e outros detritos que poderão danificá-los (corrosão), existem nos hipermercados á venda uns sprays de silicone muito úteis para esta tarefa. Os punhos também devem ser limpos, dará um aspecto final ao nosso trabalho de manutenção, os de Evia e carbono podem ser limpos com um pano molhado, os de cortiça, com um pano branco embebido num pouco de diluente celuloso e uma passagem rápida por toda a cortiça.



Esta operação faz com que desapareça aquele efeito de mascarrado resultante da sujidade e transpiração das mãos, nunca ponha os punhos em solventes de molho sob a pena de dissolver a cola que os agarra á cana....

… Fim da 1ºParte



4 comentários:

  1. Boas dicas!!
    Mas o melhor para o material não se danificar é não parar, assim está sempre em perfeito funcionamento he he
    Eu também cuido do meu após cada pesca, tem de ser, para os passdores gosto de usar vaselina liquida posta com um pincel, também aguenta 2 pesca.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois há muitos truques para manter o material sempre ok, o melhor é irmos sempre á pesca sem dúvida , mas nos tempos que correm temos que poupar .

      Um abraço

      Eliminar
  2. Boas João,
    Boas dicas, para a manutenção do material!
    Essa cera de abelha tenho que experimentar... :)

    Forte Abraço e venha a 2ªparte!

    ResponderEliminar
  3. Boas Manuel
    Estamos em tempo de poupança .. oisco está caro , Eheheh.
    A cera de abelha , pode ser também vaselina ou outra gordura que não danifique os passadores , mas resulta

    ResponderEliminar