terça-feira, 23 de abril de 2013

JATOS DE TINTA

Combinei mais o Carui, aproveitar o sol com pouco vento e ir até Setubal fazer uma pesca aos chocos.
Chegámos cedo, por volta das 6h30 da manhã e mesmo assim já ficámos em fila de espera para pôr o barco na água.

Chegada a nossa vez e com tudo pronto, lá arrancámos para o meia da molhada, pois entre barcos , motas de água e cayakes, eram mais de 100..ihihihihih.
Lá fomos andando para o sítio que achámos ideal, e palhaços na água e barco é rola..
Os chocos teimavam em dar um ar da sua graça, mas com o subir da maré lá foram aparecendo.
Alguns gostavam de fazer tiro ao alvo, e neste caso o alvo foi o Carui..ahahahhaah tiro em cheio..
Entre risota e brincadeiras e desvios de jatos de tinta lá fomos fazendo uns belos chocos.
De tarde levantou-se muito vento, o rio ficou bastante picado e devagarinho lá fomos indo para terra, pois era outra vez uma seca, mas agora para sair com o barco da água.

No fim tirámos umas fotos e depressa fomos lavar o barco, que mais parecia um dálmata, branco por fora preto por dentro, e se a tinta seca é um caso sério para lavar.

Foi um dia bem passado, mais uma vez, com bom ambiente e muita tinta..
Abraço a todos e boas pescarias.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Massada ..............


A ultima pescaria que fizemos foi rica em Salemas , então como tenho ouvido tanta coisa sobre a sua gastronomia trouxe umas quanta para experimentar.
A salema é um peixe de baixo valor gastronómico e amaldiçoada pela maior parte dos pescadores. A salema faz parte da família dos sargos, safias, douradas entre outras espécies. È um peixe que se aproxima da costa mais na primavera onde a base da sua alimentação são algas e limos, daí o cheiro e o sabor característico.
A salema é um peixe que quando fera o anzol proporciona bons momentos de luta.



Então como queria experimentar este peixe e após pesquisar no mundo da net entre fóruns e opiniões boas e más resolvi fazer uma MASSADA DE SALEMA

Ingredientes para 4 pessoas

4/5 salemas sem cabeça arranjadas e limpas c/água do mar
1 pacote de massinhas cotovelo
2 cebolas
1 cabeça de alho
1 pimento vermelho
1 lata de tomate em calda
2 folhas de louro
1 ramo de coentros
1 embalagem de miolo de berbigão ou mexilhão
1/2kg de gambas
6 delicias do mar
 1 cerveja 20cl
Azeite , sal  QB.



Começa se por cozer as salemas em água , sal ,uma folha de louro e uns dentes de alho. Depois de cozidas deixam se arrefecer e retiram se apenas os lombos e limpa-se alguma espinha que tenha ficado.




De seguida faz se um refogado num tacho (convêm ser grande ) coloca se o azeite a cebola picada ,os alhos também picados a folha de louro e deixa se refogar . Acrescenta se o tomate em calda e o pimento também cortado em pedaços . Depois de tudo misturado acrescenta se água o sal e deixa se levantar fervura. Coloca se as massinhas  e deixam se cozer durante 8 a 10 minutos . Quando as massas tiverem quase cozidas coloca se a cerveja,as delicias do mar  ,o miolo de mexilhão ou berbigão e os camarões.



Apaga se o lume e adiciona se os lombos do peixe,  misturando tudo bem. Por fim corta-se uns coentros e adiciona se por cima do preparado , coloca se a tampa e deixa se apurar um bocado.




Ao servir se pode acrescentar piripi para quem gosta, fica mais gostoso.

Bem ......da minha primeira experiência de massada todos repetiram …….acho que estava boa! 










quarta-feira, 10 de abril de 2013

Salemas para que vos quero ....!



Com o sol a querer espreitar e a primavera a querer arrebitar o mar finalmente parece ter dado tréguas, Assim o Team Fateixas e alguns amigos resolvemos ir fazer um pião para ver como andam as modas de peixe.
Com o mau tempo que tem feito, verificamos que as casas de pesca têm escassês de isco, pois o pessoal não tem ido á pesca e quando o bom tempo aparece esgota logo.
Marcamos rumo á praia pequeno (Sintra) mas esta estava completamente rasa de areia.




Então decidimos outras bandas. Fomos mais a norte e verificamos que o pesqueiro estava muito bom. O mar estava com um bocado de força mas a cor da água e o pesqueiro estavam mesmo apetecíveis. Por entre pedras, cordas e muita risada chegamos ao pesqueiro.
Cada um escolheu um sítio para a faina. Com o passar do tempo estava tudo ansioso, quem seria o primeiro a sacar o primeiro sargo. E eis que o Fisgo cagão  apanha um dos grandes pela força que fazia …….zzzzzz…… e eis que a põe em terra ………….Fonix – uma salema ! diz ele .


A seguir o J. terrinca saca outra e mais outra e mais outra e foi assim o dia todo.
Bem acho que apanhamos mais de 50 salemas .
Com o encher da maré o mar ia batendo nas pedras e vai de banho , eu  levei com uns quantos . Os sargos tardaram a sair , o Fisgo apanhou 4  dois deles na casa do kilo , o Renato 3 palmeiros e eu com 1 . O J.Terrinca e o Carlos (Cargar) Salemas com fartura.
Bem o pesqueiro estava minado delas , todo o tipo de isco era devorado , caranguejo , casulo, mexilhão, lingueirão, caranguejo e até batata do mar.




Bem pelo menos peixe não faltou e boa disposição também para variar.
Como tenho ouvido dizer que uma massada de salema é um excelente piteú trouxe umas quantas já arranjadinhas para experimentar . Se for bom logo vos digo a receita.