sexta-feira, 17 de agosto de 2012

PASSAGEM DE TESTEMUNHO

Desta vez eu e o João Pedro, resolvemos fazer uma pesca á lula, mas fomos ver as diferenças das nossas canas, as MAMMOTH..a Mammoth Power e a nova Mammoth tele float.
Sem entrarmos em despique, lá fomos vendo as diferenças entre elas.
A Mammoth Power tem 5,00 mt´s enquanto  nova Mammoth Float tem 5,20 mt´s, o carbono das duas é excelente não é uma cana rija, e nem é muito parabólica, tirando a nova apresentação  as duas tiveram um comportamento muito bom, fiquei bastante satisfeito com a minha nova aquisição, ainda para mais, porque a casei com o Stallion 45 SPF. Faz um conjunto muito equilibrado.
Tirando isso lá fomos também comentando os palhaços as cores que possivelmente serão mais atractivas para as lulas e os chocos, modelos etc...
Com esta conversa toda o tempo foi passando sem darmos por isso, e volta e meia iam saindo umas lulas já muito boas de algum tamanho.

No fim da pesca tirámos as fotos da praxe, sempre na risota, o que torna dificil ao fotógrafo tirar uma foto de jeito..

Fica aqui algumas fotos da nossa pescaria..
Abraço e continuação de boas pescarias..

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Made in Alentejo ,mais uma pescaria




Desta vez tinha-mos combinado levar o pato para mais um batismo, mas há ultima da hora o planeado foi alterado devido ao compromisso de alguns.Mas mesmo assim fomos lá , fazer uma pesca apeada , eu e o P. Resende.Saímos de madrugada e rumamos ao Alentejo a umas charca já conhecidas.Chegamos cedo , as condições metereologicas não eram as melhores para esta altura do ano , Vento e céu muito encoberto com ameaça de chuva.Mesmo assim teimamos em continuar , por entre caminhos de terra batida e muito gado bovino   lá  chegamos ao local.




Montado o material e aos primeiros lançamentos ferramos logo peixe, o Pedro com um bom exemplar…… com o passar da manha fomos tirando uns peixes, não tantos como estávamos há espera, mas sempre deu para ir matando o vicio. Fomos visitados por muitas senhoras de quatro patas e chifrudas que iam matando a sede e olhando para nós com ar desconfiado, até uma sedosa raposa nos vez companhia, e até esta estava com medo das vacas ….


Cerca das 12h00 demos por terminado o turno da manhã e fomos tirar uma licença para uma barragem concessionada, para o turno da tarde.
Depois de um bom almoço, lá fomos cheios de vontade. O vento tinha – se tornado forte, as nuvens dissiparam – se dando lugar a um bonito céu azul com um sol radioso. 



 Começamos a pesca como de manhã, logo aos primeiros lances saía peixe, tinha comprado uma passeante horas antes que fez um sucesso. O Pedro também tirou uns bons peixes, com o passar da tarde foi sempre saído achigãs, uma mais ou menos outra raia pequena.
Houve achigãs para todo o gosto.




 Aproveitamos o vento estar de costas para efectuar lances mais longos e com sucesso pois tiramos muitos achigãs na outra margem contrária. E assim foi até às 19h00 em que demos a pesca por terminada e o regresso a Lisboa.



sexta-feira, 3 de agosto de 2012

ESTREIA COM VINIS

Já não fazia spinning a algum tempo, e numa certa noite resolvi tentar a minha sorte.
Como tenho andado tentado a fazer uma pesca diferente, e fui adquirindo alguns vinis, para os robalos.
Como não estava dentro do assunto, fui conversando e pedindo opiniões a amigos pescadores mais entendidos na matéria, e fui fazendo algumas compras....
Motivado como é costume, peguei no material, poucas amostras e vários vinis.
Chegado ao local, escolhi um pesqueiro com mais areia que pedra, até porque para começar não me apetecia nada começar logo a perder material.. (ahahaahahah).
Montei uns cabeçotes de várias gramagens, em vinis diferentes.
Vários lançamentos, ora para a esquerda, ora para a direita, e nada...nem o cheiro de peixe.
Como a paciência é a alma do pescador, não desanimei, descansava um pouco para um cigarrito.
Fui então buscar mais uns vinis já montados com peso de origem da BYRON, e zungaaaaaa, mais umas bordoadas..
Continuando os lançamentos, e peixe nada..pensei:: tenho aqui um vinil meio estranho, pode ser que ao ser diferente o peixe ache curioso, e se lembre de atacar...se houver por aqui algum..(ahahahaahah).
Desta vez nem chumbo pus, apenas um anzol bem grande, e ia fazendo uns lançamentos, até mais por curiosidade para ver trabalhar a amostra...
de repende senti uma prisão...pensei...F*********... ficou preso em algum calhau...comecei a puxar e sinto um puxão...epa..os calhau não puxam..ahahahaha..tenho aqui algum fisgado.
Levou algum fio do carreto mas nada de especial, comecei a apertar mais um pouco até que vi o bicharoco..epa, belo robalo..
pesava 3,100, mas como estava de papo cheio não forçou muito..(ainda bem)..
Bem, lá fiquei adepto da pesca ao spinning com vinis..

um abraço a todos, e boas pescarias..